Prostate Cancer Screening (Portuguese) - Fairview Health Services
 
Print

Doctors and providers who treat this condition

  

Rastreamento do câncer de próstata

Os problemas da próstata (uma glândula do sistema reprodutivo masculino) tornam-se mais comuns à medida que o homem envelhece. Esses problemas incluem o câncer de próstata. Esse câncer pode ser curado ou controlado, especialmente se for encontrado e tratado bem no começo. Os exames de rastreamento ajudam a detectar o câncer de próstata antes que ele cause algum sintoma.

Câncer de próstata

O câncer é um crescimento descontrolado de células anormais. Em algumas situações, essas células podem invadir outras partes do corpo. Nas fases iniciais da doença, o câncer de próstata não costuma causar transtornos. Quando ocorrem, as queixas mais comuns são as urinárias. Mas, mesmo assim, os transtornos urinários em geral têm maior probabilidade de se referirem a outros problemas de saúde.

Fatores de risco para o câncer de próstata

Os aspectos que podem aumentar a chance de um homem desenvolver uma doença são chamados fatores de risco. Os fatores de risco para o câncer de próstata incluem:

  • Idade. O risco de desenvolver o câncer de próstata aumenta à medida que você envelhece.

  • História familiar. Se o seu pai ou seu irmão tiveram câncer de próstata, o seu risco de ter a doença é mais alto.

  • Raça. Os homens negros têm maior risco de desenvolver o câncer de próstata e a doença neles pode ser mais agressiva.

Rastreamento para o câncer de próstata

O rastreamento para o câncer de próstata é feito através do exame clínico e de exames de sangue. Recomenda-se que os homens que tenham fatores de risco comecem a fazer o rastreamento para o câncer de próstata anualmente, a partir dos 40 anos de idade. Homens sem fatores de risco devem começar fazê-lo a partir dos 50 anos de idade.

Exames que você deve fazer

Os exames de rastreamento para o câncer de próstata incluem o exame de toque retal e um exame de sangue denominado PSA. Se o toque retal ou o PSA sugerirem a presença do câncer, outros exames são necessários para a confirmação do mesmo.

História clínica e toque retal

Durante o seu exame clínico:

  • O seu médico perguntará sobre o seu histórico pessoal e familiar. Ele também perguntará se você tem algum sintoma.

  • O seu médico perguntará a respeito de qualquer medicação que você esteja tomando, incluindo ervas medicinais e suplementos.

  • Se você estiver com problemas para urinar, o seu médico pode pedir um exame de urina para verificar se há alguma infecção urinária.

  • O seu médico realizará um toque retal. Com uma luva lubrificada, ele examinará a sua próstata através de um toque realizado pelo reto. Como a próstata está junto ao reto, muitas anormalidades da próstata podem ser detectadas através deste exame.

O exame de PSA

O PSA (antígeno prostático específico) é uma proteína produzida pela próstata. O nível de PSA é medido através de um exame de sangue. O resultado desse exame ajuda a avaliar a probabilidade do câncer de próstata. Com o objetivo de realizar o rastreamento do câncer de próstata o PSA, na maioria das vezes, é solicitado uma vez ao ano.

Avaliando o PSA

Um nível de PSA elevado ou que esteja aumentando, pode indicar a presença de um câncer de próstata. Além do nível de PSA, o seu médico pode também observar:

  • A relação entre o PSA livre (PSA que não está ligado a algumas proteínas do sangue) dividido pelo nível de PSA total.

  • A velocidade do PSA (a rapidez com que o nível de PSA está aumentando).

  • A densidade do PSA (a relação entre o nível de PSA e o tamanho da próstata).

Fatores que afetam o PSA

Muitos fatores podem afetar os níveis de PSA. A idade, a hiperplasia benigna da próstata e o câncer da próstata, propriamente dito, elevam o PSA permanentemente. Por outro lado, outros fatores como a prostatite, ou a atividade sexual recente elevam transitoriamente o nível de PSA. O seu médico deve avaliar com você se o seu resultado de PSA sofreu a interferência de algum fator como os citados anteriormente.

Outros exames

As anormalidades encontradas no toque retal e um nível de PSA elevado podem não significar a presença de um câncer de próstata. Após examinar todos os resultados, seu médico orientará você sobre a necessidade de outros exames que confirmem a presença ou não de um câncer de próstata.

Biópsia

Este exame envolve a coleta de pequenos fragmentos da próstata. Com a ajuda de um ultra-som transretal, uma agulha fina é usada para retirar essas amostras. As amostras de tecido são então analisadas no laboratório especializado aonde se verifica se elas contém células cancerosas.

Estudos de imagem

Se for diagnosticado um câncer, estudos de imagem podem ser feitos para verificar se o câncer está invadindo outros órgãos do corpo. O raio X ajuda a verificar se os ossos estão comprometidos. A tomografia computadorizada (TC) e a ressonância magnética (RNM) podem também ajudar a detectar alterações nos ossos, além de outros locais que possam estar comprometidos.

 

 
 Visit Other Fairview Sites 
 
 
(c) 2012 Fairview Health Services. All rights reserved.